Como ser um programador de alto nível?

Acho que todos nós programadores fazemos alguma pesquisa relacionada à nossa área de atuação, nossa expertise para dominar a programação, certo?

Mas isso é suficiente para avançar em nossas carreiras? Chegar a esse local tão necessário? Poderia haver uma falta de “mais”?

Afinal, como alguém se torna um programador de sucesso?

Saia da zona de conforto!

Nessa busca incansável pelo conhecimento, tendemos a ficar em nossa zona de conforto a maior parte do tempo, e isso inclui encontrar apenas o que realmente queremos aprender, não o que “precisamos” aprender.

Trabalhando em empresas, muitas vezes somos direcionados para

Buscando conhecimento que nunca teríamos pensado, mas na visão geral você achará significativo para nossas carreiras.

Vá além da parte técnica

Primeiramente, vamos ter em mente qual é o nosso principal foco profissional, para onde você quer chegar:

Quer ser o melhor programador do mundo?

Quer ser um CTO?

gestor de projeto?

É muito importante ter foco e conhecer os passos necessários para chegar lá.

Uma coisa muito importante a ser ressaltada é que essa posição tão esperada costuma exigir mais do que apenas a parte técnica.

Muitas vezes, exige um conhecimento que você nunca pensou que buscaria, que vai te diferenciar e te colocar no “fato dos holofotes”.

Imagine o seguinte cenário: Temos um cargo de gerente de projetos vago e selecionamos dois profissionais para preencher o cargo.

Um deles é um guru da programação front-end. Ele dominou vários frameworks, concluiu vários cursos na área, e é muito focado em pesquisa técnica, é um ótimo profissional.

O outro major não é tão proficiente no front-end quanto o primeiro, mas também é um ótimo programador.

Descobriu-se que o candidato havia feito metodologias ágeis, cursos de gerenciamento de processos, finanças e, embora não fosse um guru técnico, havia demonstrado que tinha uma boa noção de como executar um projeto do início ao fim.

Você consegue imaginar qual desses profissionais tem mais chances de conseguir o emprego? Bem, é por isso que é tão importante percebermos que esta pesquisa vai muito além do que realmente queremos aprender.

Seja um T-shaped professional

Se você não está familiarizado com o termo, não tem problema, é importante saber o que significa.

Imagine um “T”, os braços desse “T” são de conhecimento mais geral, e as pernas do “T” são seu conhecimento realmente aprofundado como programador.

As pernas desse “T” provavelmente já estão definidas para você, agora imagine que conhecimento você pode colocar nos braços desse “T”.

Uma boa dica é pesquisar nas vagas anunciadas as vagas que deseja, e os conhecimentos que elas exigem.

Normalmente, você verá que além da parte técnica, são necessárias outras habilidades paralelas, que darão suporte à tomada de decisão dos profissionais (relacionadas à pesquisa econômica, viabilidade técnica, gestão de pessoas e negócios, etc…).

De qualquer forma, a mensagem mais importante é: ao conectar nossa expertise primária com o conhecimento de outras áreas, nos tornamos profissionais mais completos que nos ajudarão a alcançar nossos objetivos e nos proporcionarão posições tão esperadas!

Seja um programador de sucesso, vá além da norma e arme-se com conhecimento.

Back To Top