CEO do Telegram diz que é ‘impossível’ fornecer dados solicitados pelo Brasil

Em nota divulgada no dia 27 da semana passada, o CEO do Telegram abordou a questão da descumprimento da Polícia Federal (PF), afirmando que as informações solicitadas são “impossíveis de obter” com a tecnologia existente.

 

 

Pavel Durov reiterou o compromisso do aplicativo de mensagens em preservar os direitos fundamentais de privacidade e liberdade de expressão em todo o mundo.

 

 

Depois que o WhatsApp descumpriu uma ordem judicial do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, Brasil.

 

 

Pois para fornecer dados sobre organizações neonazistas e indivíduos que planejam ataques a escolas no país, seu serviço de mensagens foi suspenso.

 

 

 

O CEO do Telegram prometeu proteger o direito de seus usuários brasileiros à comunicação privada e atualmente está lutando contra uma apelação contra a decisão do TJES. Pavel, em seu depoimento, enfatizou que a empresa aguarda uma resolução final, independentemente dos gastos.

 

  • fonte: tecmundo.com
Back To Top